CGD aumenta comissões

Caixa Geral de Depósitos aumenta comissões

O banco Caixa Geral de Depósitos (CGD) prevê aumentar o tecto das comissões bancárias bem como o leque de destinatários aplicáveis, já a partir de 1 de Maio de 2018.

Sob a direcção de Paulo Macedo, ex-ministro da Saúde do XIX Governo Constitucional, do PSD-CDS entre 2011 e 2015 – a administração decidiu terminar com as isenções de pagamento de comissão para titulares de conta na CGD com idade compreendida entre os 26 e os 29 anos.

Assim, a partir de 1 de Maio, os titulares da conta «MegaCartão Jovem» deixarão de estar isentos do pagamento de comissões de conta, passando a pagar uma comissão mensal de manutenção de conta no valor de € 4,95, comissão que é acrescida de imposto de selo de 4% (perfazendo um total aproximado de € 5,15/mês).

Por outro lado, os titulares de contas jovens que perderem isenção de comissão de manutenção verão aumentado o valor da sua anuidade de cartão de débito, passando esta dos actuais € 12,48 para € 14,61 (valor aproximado).

Esta decisão insere-se no conjunto de medidas de gestão adoptadas pela administração do banco, de forma a reforçar a sua liquidez e melhorar a sua notação financeira junto dos investidores.

Entre outras medidas, o plano para a Caixa prevê o encerramento de balcões, bem como a saída antecipada de funcionários, através do recurso a  mecanismos de rescisão voluntária.